Oportunidade de Emprego – Projeto Piloto Cidades Digitais, em 16/05/2013

O Projeto Piloto Cidades Digitais, do Ministério das Comunicações, que visa modernizar a gestão e o acesso aos serviços públicos nos municípios por meio da construção de redes de fibras ópticas, procura profissionais capacitados para 5 (cinco) vagas de analista de Operações Pleno, distribuídos nas localidades mencionada abaixo.
Os profissionais ficarão alocados nos parceiros do projeto em Belém-PA, Teresina-PI, Salvador-BA, Curitiba-PR e Campina Grande-PB. Esses profissionais integrarão a equipe técnica do mesmo. As contratações são por tempo determinado de um ano, por meio de Contrato Pessoa Física.
Os candidatos devem ter graduação em Engenharia de Telecomunicações, Engenharia Elétrica, Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou áreas afins, além de três anos de experiência na área de redes de computadores.
Os profissionais serão responsáveis por acompanhar e inspecionar projetos de infraestrutura de redes em todas as suas fases, interagir com os gestores de projetos na prestação de assessorias, elaborar relatórios e documentos técnicos, apresentar palestras, entre outras atividades.
IMPORTANTE: Os interessados deverão enviar o currículo com pretensão salarial para o e-mail gMail.png, com o assunto “Analista de Operações Pleno”, até o dia 24/05. Currículos sem pretensão salarial não serão analisados.

O Projeto

O objetivo do Cidades Digitais é levar infraestrutura de rede para municípios do interior, interligando órgãos públicos locais e permitindo a utilização de aplicativos de e-gov (sistemas online de gestão pública). Com isso, será possível modernizar a gestão, além de implantar pontos de acesso à população. O projeto piloto em implantação envolve 80 cidades escolhidas por meio de edital público.
Apoiando o MC nessa empreitada, a RNP será responsável por diagnosticar as necessidades locais, acompanhar a implantação da infraestrutura física de redes, capacitar servidores locais nos níveis tático e operacional e, por fim, escrever a metodologia do programa a ser aplicada nos municípios da próxima fase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *